Para produzir mais, pense no seu bem estar

Outro dia vi na internet uma pesquisa falando sobre a importância da arquitetura e da decoração no ambiente de trabalho. Estudos indicavam que “funcionários felizes e saudáveis eram mais produtivos, proativos e criativos.”

Achei super estranha a afirmação porque imaginava que funcionários felizes e saudáveis pudessem ser preocupação genuína das empresas. Mas descobri, em muitas matérias dessas de blog, que de fato as corporações começaram a se preocupar com o ambiente de trabalho, investindo em salas dinâmicas e ambientes caríssimos de descompressão, buscando principalmente lucro.

Me incomodei um pouco quando constatei essa raiz capitalista porque sou autônoma, trabalho para mim tem outro significado. Será que estou sonhando demais com o dia em que teremos uma revolução em todos os níveis de pensamentos sobre o que é trabalho?

É claro que vale a pena investir em um ambiente inspirador. É muito mais agradável e, por isso, provoca maior motivação e desperta a criatividade. Eu mesma ando trocando o trabalho em home-micro-office, que disputa a atenção das metas do dia com a louça na pia para lavar e o guarda-roupas para arrumar, pelo trabalho no coworking, da Oca, claro.

Pelo menos 2 vezes na semana tenho me programado para sair de casa e percebo que me faz um bem danado. Mas não é porque eu produzo mais, e produzo mesmo, mas é porque encontro outros sorrisos, café quentinho, faço uns minutos de fofoca, descubro outros profissionais para trocar serviços e até encontro gente almoçando ao lado do seu computador, exatamente como eu faço em casa. Encontro assim, minha tribo. Nunca nem passou pela minha cabeça que a porta vermelha na entrada, contrastando com a parede de grafismo azul e o jardim de luz super bem cuidado pudessem ter sido pensados para que as pessoas fossem mais produtivas ou proativas. Tenho certeza que essa é só uma consequência do que a Oca tem como valor: conexão entre pessoas.

Espaços mais leves, criativos e dinâmicos, aproximam pessoas, despertam imaginação, fazem com que o vizinho da cadeira ao lado se torne brother, ou sister, de vida. Sem contar a sensação de bem-estar. Não é óbvio que assim é mais gostoso? Por isso escolhemos às vezes fazer algumas reuniões em restaurantes na hora do almoço ou em cafés charmosos e acolhedores, buscando inspiração bem diante dos nossos olhos. Não porque seremos mais produtivos, mas porque seremos mais felizes.

Por Cris Ferrari, residente e parceira Oca.